Um homem decapita a sua filha de 18 anos e entrega-se com a cabeça à polícia

Um homem decapita a sua filha de 18 anos e caminha para uma esquadra da polícia próxima no norte da Índia carregando a sua cabeça. Um homicídio causado pela discordância do pai sobre a relação da jovem mulher com o seu parceiro.

A principal prova desta história foi um vídeo, transmitido pela televisão indiana, no autor dos factos de cerca de 40 anos marchou para se entregar às autoridades com a cabeça da sua filha na mão. Acrescentando, assim, um novo caso de violência contra as mulheres no estado de Uttar Pradesh.

“O acusado viu a sua filha numa posição comprometedora com um jovem e, ao vê-lo, perdeu a calma e decapitou a sua própria filha”, disse Anurag Vats, o superintendente da polícia no distrito de Hardoi onde o incidente teve lugar ontem.

De acordo com a fonte, o residente da localidade de Pandeytara “foi preso quando estava a caminho da rendição”

Esta não é a primeira vez que o estado de Uttar Pradesh se torna o cenário de casos de violência contra as mulheres, acontecimentos que geraram uma indignação generalizada em todo o país.

No final de Fevereiro, três jovens “intocáveis” ou Dalits, o degrau mais baixo do sistema de castas Hindu, foram envenenados por um jovem desprezado, causando a morte de dois deles, depois de o mais velho o ter rejeitado no Dia dos Namorados. Nesse mesmo ano, também em Unnao, outra mulher foi carbonizada até à morte no seu caminho para testemunhar contra os seus alegados violadores.

E em Setembro passado, no último caso neste território, uma jovem Dalit foi alegadamente violada em grupo e gravemente ferida numa aldeia por homens de casta superior. A jovem morreria semanas mais tarde devido aos seus ferimentos num hospital em Nova Deli.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *