Tipos de IVA sobre produtos farmacêuticos

Tipos de IVA sobre produtos farmacêuticos

Tipos de IVA sobre produtos farmacêuticos

No ambiente farmacêutico, há alguns impostos que têm de ser pagos trimestralmente. É o caso de impostos como o IVA, que tem de ser pago a fim de cumprir as obrigações fiscais da empresa.

Na Arras Farma queremos descobrir as taxas de IVA em produtos farmacêuticos para que saiba melhor como proceder com os seus pagamentos. Em qualquer caso, se tiver alguma dúvida ou precisar de aconselhamento personalizado, pode contactar-nos e nós ajudá-lo-emos a resolver as suas questões.

Tabela de conteúdos

VAT em farmácia: o que deve saber

Value Added Tax é o IVA e, no caso do negócio farmacêutico, tem algumas características especiais. O IVA da farmácia é um tipo de imposto que a farmácia não tem de declarar. Contudo, só porque não tem de fazer devoluções não significa que não tenha de o pagar.

Rembro que o negócio da farmácia é regido por um regime conhecido como Recargo de Equivalencia en farmacia e que é criado para retalhistas. Exige um IVA obrigatório mas, este imposto, é criado para produtos que não são transformados quando chegam ao consumidor final, como é o caso das farmácias.

Tipos de IVA sobre produtos farmacêuticos/p>

div>Tipos de IVA sobre produtos farmacêuticos

Para compreender o que são as taxas de IVA sobre produtos farmacêuticos, analisemos dois tipos de despesas que existem dentro deste sector.

Compras a fornecedores

Quando uma farmácia faz as suas compras de produtos a fornecedores, esta transacção tem um IVA mas também um “diferencial”. Este último conceito é o que é conhecido como sobretaxa de equivalência e cujo montante varia em função da taxa de IVA.

Aqui descobrimos as percentagens que são cobradas de IVA dependendo do produto farmacêutico vendido no escritório:

  • p>Medicamentos: 4% IVA

  • p>Produtos de saúde: 10% IVA

  • p> Produtos parafarmacêuticos: 21% IVA

Em qualquer caso, a sobretaxa nestas facturas terá sempre de vir marcada pelo próprio fornecedor, uma vez que é ele o responsável legal pelo pagamento.

Vendas na farmácia

Outro IVA encontrado dentro do negócio da farmácia é quando fazemos vendas de produtos. Nestes casos, teremos de aplicar o IVA correspondente de acordo com o produto que estamos a vender. E, em nenhum caso, o Recargo de Equivalencia deve ser aplicado, uma vez que, como já salientámos, é um montante que os comerciantes pagam.

Despesas farmacêuticas

Não podemos deixar de falar sobre o IVA que pagamos para podermos cobrir as despesas derivadas do negócio. Ou seja, o IVA sobre o aluguer das instalações, a electricidade, o sistema informático, etc. Nestes casos, pagaremos apenas o IVA correspondente, ou seja, não haverá qualquer sobretaxa.

Assim, o farmacêutico pagará um “extra” ao comprar produtos aos fornecedores. Mas este montante acrescido reflectir-se-á no RRP, portanto, não afectará o seu volume de negócios ou lucros. Portanto, para calcular a margem que vamos ganhar com a empresa, devemos ter sempre em conta este tipo de IVA que pagamos quando compramos os produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *