Resultados da bateria neuropsicológica Luria-Nebraska numa amostra portuguesa de heterossexuais e homossexuais

Resumo

ANDRADE, Andreína Alexa da Silva e MAIA, Luis Alberto Coelho Rebelo. Resultados da bateria neuropsicológica Luria-Nebraska numa amostra portuguesa de heterossexuais e homossexuais. Neuropsicol. 2013, vol.7, n.1, pp. 70-86. ISSN 0718-4123. http://dx.doi.org/10.7714/cnps/7.1.204.

Esta investigação tem como objectivo principal o estudo e análise de um grupo de pessoas com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos, heterossexuais e homossexuais, utilizando a bateria neuropsicológica Luria-Nebraska. Um segundo objectivo era estudar as diferenças considerando o domínio psicopatológico e o género. Para este fim, foram avaliados 30 sujeitos heterossexuais e 30 homossexuais. Todos os participantes na investigação foram inicialmente avaliados com o SCL-90 (para compreender se existem indicadores psicopatológicos) e a entrevista Luria-Nebraska, a fim de recolher informações pessoais que nos permitam relacionar estes dados com o desempenho neuropsicológico. A segunda parte consistiu na utilização da Bateria Neuropsicológica Luria-Nebraska (LNNB) que avalia as funções neuropsicológicas do cérebro. Os resultados sugerem que os heterossexuais têm um melhor desempenho neuropsicológico do que os homossexuais, numa grande parte das escalas clínicas. As diferenças foram significativas em relação ao género (escalas de Processos Aritméticos e Intelectuais). Além disso, os homens tiveram melhor desempenho do que as mulheres independentemente da orientação sexual.

Palavras-chave:Luria-Nebraska Bateria Neuropsicológica; Neuropsicologia; Orientação Sexual; Domínio Psicopatológico.

iv xmlns:xlink=”http://www.w3.org/1999/xlink – resumo em Português | Inglês – texto em Português – Português ( pdf )

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *