Rapper Lil Wayne consegue liberdade condicional depois de um caso de droga

PHOENIX, EUA (Reuters) – Rapper Lil Wayne, que já cumpriu um ano de prisão em Nova Iorque por um delito relacionado com uma arma, foi condenado na quarta-feira a três anos de liberdade condicional no Arizona por posse de droga.

Wayne, cujo verdadeiro nome é Dwayne Michael Carter Jr, evitou pena de prisão no Arizona ao abrigo de um acordo de confissão após a sua detenção em Janeiro de 2008 num posto de controlo da Patrulha de Fronteiras dos EUA.

b>A partir desse acordo, o artista premiado com o Grammy de 30 anos confessou-se culpado de uma acusação de posse de uma droga perigosa.

ADVERTISEMENT

Três outras acusações de posse de drogas e armas foram retiradas.

Wayne apareceu no tribunal via vídeo de Nova Iorque, onde está detido desde Março depois de se ter declarado culpado da posse de uma arma.

James Tilson, advogado de Carter no Arizona, disse estar satisfeito com a acção do tribunal.

“Estamos muito satisfeitos por termos resolvido tudo”, disse Tilson à Reuters. “É um acordo de liberdade condicional favorável que permitirá ao Sr. Carter continuar a sua carreira”, acrescentou.

Carter começará a liberdade condicional no Arizona após a conclusão da sua sentença em Nova Iorque, esclareceu Tilson.

O autocarro de turismo do rapper, que transportava 11 outras pessoas, foi parado e revistado pelas autoridades fronteiriças depois de terem sido alertados por cães farejadores de drogas.

ADVERTISEMENT

Agentes descobriram cerca de 113 gramas de marijuana, 28 gramas de cocaína, 41 gramas de Ecstasy e uma pistola .40 em nome de Carter.

p>Carter, cujo álbum “Tha Carter III” foi o álbum mais vendido durante 2008 nos Estados Unidos, rendeu-lhe o Melhor Álbum de Rap e três outros prémios durante os Grammys de 2009.

O seu álbum “Rebirth” foi lançado no dia 2 de Fevereiro nos EUA após uma série de atrasos e foi deslumbrado pela crítica.

(Editado em espanhol por Patricia Avila)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *