Monogamy Quotes

“-Look, good grief, gay marriage law be damned. Éramos um casal normal. Fodemos como loucos, como loucos, fodemos juntos e separadamente, em trios, em quatros, em grupos, em famílias, fodemos sem parar. Na rua, no carro, nas portas, nos cinemas, nos bares, nos comboios, nos urinóis públicos, nos museus…. E depois veio o casamento gay. E nós fodemos tudo. Tornámo-nos, literalmente, um casamento. Como é que isso nos pôde acontecer? Bem, não sei, mas aconteceu. Casámo-nos e deixámos de foder. Não no início, que foi como a lua-de-mel. Mas depois disso, acabou. Os dias começaram a passar, e as semanas, e os meses, e tudo se agravou. As orgias tornaram-se ocasionalmente em quartetos. E os “foursomes” tornaram-se “trios” e “trios” com pessoas em quem confiava. E, eventualmente, até os trios também desapareceram porque, sabem, não posso deixar alguém foder com o meu marido. Portanto, acabámos de nos foder um ao outro e isso é uma verdadeira chatice. Ainda mais quando o cabrão do Paco não me come a pila porque diz que está a arruinar as suas cordas vocais. Antes nem sequer tinha reparado. Mas como somos dois bichas monogâmicos, as deficiências são óbvias. Fodemos tudo, meu. Maldito Zapatero”.
– Brigitte Vasallo, PornoBurka-Desventuras del Raval y otras f(r)icciones contemporáneas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *