Modelo do navio Mayflower

Dia de Acção de Graças é celebrado nos EUA na quarta quinta-feira de Novembro. E associado a este feriado ganhou fama o nome do navio cujos ocupantes ingleses celebraram em tempos a refeição de Acção de Graças que deu origem à tradição, o Mayflower.

Se quisermos compreender o cenário histórico em que a viagem do Mayflower teve lugar, teremos de nos colocar na Inglaterra do início do século XVII.

Em 1603 o primeiro rei da dinastia Stuart, James I, ascende ao trono. O novo monarca inicia uma política de intransigência religiosa em relação a qualquer crença que se afaste da disciplina anglicana oficial.

Religiões como o catolicismo ou os puritanos sofrem a intransigência da religião anglicana oficial.

É nestas circunstâncias que, em 1620 navegou para o Novo Mundo o Mayflower, com uma passagem composta por uma mistura de puritanos ingleses e aventureiros em busca de novos mundos. No total 102 passageiros, sem contar a tripulação.

A 9 de Novembro de 1620 e os passageiros sobreviventes estabeleceram uma colónia em terra, a que chamaram Plymouth.

Após um primeiro ano de tremendas dificuldades, decidiram celebrar a colonização da sua colónia com a já mencionada refeição de acção de graças a Deus por terem sobrevivido à viagem.

No seu regresso, o Mayflower seria destruído, construindo quase três séculos mais tarde uma réplica que pode ser visitada como um navio museu no porto de Plymouth.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *