Ministérios do Sagrado Amor

“Espalhe esta imagem (Refúgio do Sagrado Amor) entre o povo. Traz consigo muitas graças especiais que o mundo precisa hoje em dia”

“Aqueles que veneram* esta imagem, seja em retrato ou em forma tridimensional, serão atraídos para uma santidade pessoal mais profunda. Os seus pensamentos, palavras e acções serão iluminados no Sagrado Amor”

“Por favor, compreendam que a palavra-chave aqui é ‘venerar’. A imagem não é mágica. As graças serão dadas de acordo com o que está no coração”. Nossa Mãe Santíssima, 19 de Janeiro de 2010

* Maria, que pela graça de Deus, depois do seu Filho, foi exaltada acima de todos os anjos e homens, na medida em que ela é a Mãe Santíssima de Deus, que interveio nos mistérios de Cristo, é justamente homenageada com culto especial pela Igreja. E de facto, desde os primeiros tempos a Santíssima Virgem tem sido venerada com o título de Mãe de Deus, a cuja protecção os fiéis, em todos os seus perigos e necessidades, recorrem com as suas súplicas. Este culto difere essencialmente do culto de adoração, que é prestado ao Verbo Encarnado, bem como ao Pai e ao Espírito Santo, e contribui poderosamente para este culto. Pois as várias formas de piedade para com a Mãe de Deus significam que, enquanto a Mãe é honrada, o Filho, por quem tudo é (cf. Cl 1,15-16) e em quem agradou ao Pai que toda a plenitude habitasse (Cl 1,19), é mais conhecido, é amado, é glorificado, e os seus mandamentos são cumpridos. (Ver Concílio Vaticano II, Lumen Gentium , no 66.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *