Luxury Goods

A indústria do luxo tem vindo a crescer a dois dígitos apesar da crise económica. Uma das principais razões é a chegada de novos consumidores de mercados emergentes, como o Brasil, a China ou a Índia. Outra razão importante é que os consumidores não resistem ao cachet social de comprar bens de luxo, mesmo que isso signifique reduzir as suas compras de outros bens. Contudo, as marcas de luxo enfrentam desafios tais como: novos concorrentes locais, dependência dos consumidores chineses, alterações na regulamentação e a crescente sensibilidade dos consumidores às diferenças de preços.

Em produtos de luxo, o valor associado aos benefícios do produto é maior do que o preço atribuído ao produto. Os consumidores procuram qualidade, exclusividade e branding. Como consequência, alguns bens de luxo possuem a característica rara de terem uma elasticidade positiva: quanto mais alto o preço, mais alta a procura. Da mesma forma, a escassez é um elemento chave para o sucesso dos bens de luxo. De facto, a venda de um pequeno número de artigos torna geralmente os consumidores mais atraídos e dispostos a pagar um preço mais elevado.

p>Por vezes, mesmo o custo dos bens não está correlacionado com os seus preços. Se os consumidores considerarem que o plástico está mais na moda do que o couro, estarão dispostos a pagar mais pelo primeiro.

Além de medir a procura dos consumidores e preservar a cachet dos seus produtos, os fabricantes operam num mercado global cada vez mais complexo. As suas estratégias globais de preços e marketing devem alcançar os seguintes objectivos:

    • Maximizar a satisfação do consumidor e a lealdade à marca
    • Maximizar a extracção de valor, limitando as oportunidades de arbitragem (reimportações) e reduzindo a complexidade da gestão de preços
    • A implementação de um plano para mitigar os efeitos dos retornos e impostos (entre 5% e 20%)
    • Integração da flutuação da taxa de câmbio
    • Consideração das diferenças de poder de compra e flutuação nas moedas internacionais.

    Na Simon-Kucher, temos uma vasta experiência neste sector, especialmente no que diz respeito à estratégia global de preços e mix de produtos, segmentação do consumidor baseada no valor, omni-canal e digitalização.

    Alguns exemplos de projectos são:

      • Optimização da estratégia de preços a nível mundial, especialmente na definição do índice de preços por país e categoria
      • Revisão de preços e estratégia de carteira num onmi-canal
      • Identificação de novas oportunidades de crescimento quantificando a procura e potenciais canais nos mercados emergentes
      • Desenvolvimento de estratégias de segmentação do consumidor e de marketing mix efectivo
      • Desenho de novos serviços e optimização dos seus preços
      • Estratégias de digitalização e de e-Retalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *