Falando da M16A5 com Lothaen do TNR

Não sei se sabe isto, mas a M16A5 é uma das minhas configurações de espingarda preferidas. Embora nunca tenha sido uma designação oficial para qualquer espingarda americana, existe como um conceito no mundo dos tiros que é maduro para a colheita.
Agora, já escrevi um artigo muito mais longo sobre este mesmo tópico: Um Guia do Construtor da Espingarda M16A5 Concept Rifle. Encontrará todos os links relacionados e outras coisas como parte desse artigo.
A versão curta é que o M16A5 combina um cano de 20″ de flutuação livre e um estoque dobrável. Os canadianos têm algo muito semelhante conhecido como o C7A2. Pode ler tudo sobre isso no artigo ligado.
Este episódio é um pouco diferente, no entanto. Como vê, o meu amigo Brian (também conhecido como Lothaen) dirige outro blogue no The New Rifleman. Acontece também que ele é todo sobre a configuração M16A5, por isso decidimos falar sobre as nossas experiências e gravar essa conversa para seu prazer.
Durante este episódio, vai ouvir-nos descrever as nossas respectivas espingardas, como as utilizamos, lições que aprendemos, e mais algumas novidades aqui e ali.
Não existem chaves, notas detalhadas, ou algo parecido para este filho. É um formato totalmente diferente, e estou bastante curioso em saber o que pensa sobre o assunto. Portanto, informe-nos nos comentários se gosta deste tipo de conversa informal sobre um tema específico.
Um pouco sobre The New Rifleman
Brian e eu começámos os nossos respectivos blogs por volta da mesma altura, em 2014. Enquanto os meus primeiros esforços se concentraram muito mais na minha própria viagem para aprender coisas novas e ganhar proficiência como atirador e desenvolver uma sólida compreensão da cultura da arma, Brian foi direito a aprender a dominar a arte da espingarda.
Como ambos os nossos sites “cresceram”, continuámos a trocar ideias um com o outro. Deveria esperar ver mais alguma colaboração entre nós os dois no futuro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *