Directrizes de Prática Clínica para o Diagnóstico, Avaliação, Prevenção e Tratamento de Doenças Minerais e Ossos na Doença Renal Crónica (CKD-MBD)

As Directrizes de Prática Clínica 2009, Doença Renal: Melhorando os Resultados Globais (KDIGO) para a gestão de doenças minerais e ósseas associadas à doença renal crónica, foram desenvolvidas para ajudar aqueles que cuidam de adultos ou crianças com CKD de fase 3-5, ou em diálise crónica, ou com transplante renal. As directrizes contêm recomendações sobre a avaliação e tratamento das doenças de CKD-MBD. O conceito de CKD-MBD baseia-se numa conferência de consenso previamente estabelecida pela KDIGO. Os testes e exames considerados estão relacionados com o rastreio e monitorização de doenças laboratoriais, ósseas e cardiovasculares. Os tratamentos considerados incluem intervenções terapêuticas no tratamento da hiperfosfatemia, hiperparatiroidismo e doença óssea em doentes com CKD nas fases 3-5D e 1-5T. O processo de desenvolvimento das directrizes seguiu uma análise baseada em provas e recomendações terapêuticas baseadas numa revisão sistemática de estudos terapêuticos relevantes. As recomendações para testes de diagnóstico utilizaram a precisão preditiva dos testes baseados em provas e indirectamente relacionados com a forma como estes podem prever os resultados finais do paciente através de uma melhor detecção, avaliação ou tratamento da doença. A avaliação crítica da qualidade das provas e da força das recomendações seguiu o método GRADE. As declarações não classificadas foram feitas quando a questão não tinha tido uma revisão sistemática da literatura. São discutidas limitações das provas, especialmente a ausência de estudos que avaliem resultados clínicos definitivos e são feitas sugestões para futuros projectos de investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *