DC Universo vs. Mestres do Universo | Os heróis da Eternia e a Liga da Justiça juntos


ECC publica ‘DC Universo vs. Mestres do Universo’ o cruzamento dos dois mundos, com batalhas épicas e personagens renovados

Há cruzamentos feitos pela DC Comics que à primeira vista parecem impossíveis e os mais bizarros, mas surpreendentemente, se se ultrapassar os preconceitos, em alguns casos são fórmulas que podem funcionar. Aconteceu com a história do Hellboy com o Batman e até das Tartarugas Ninja com o Cavaleiro das Trevas. A DC Comics voltou a fazê-lo – na minha opinião – com ‘DC Universe vs. Masters of the Universe’, que a ECC Ediciones publicou recentemente e inclui todos os seis números da série original. A banda desenhada é escrita por Keith Giffen e Tony Bedard, com desenhos de Dexter Soy e Pop Mhan, entre outros.

Eternia está em caos e é governada pelo conquistador Hordak que se tornou, para grande desgosto de – uma desfigurada – Skeletor, o governante supremo. Skeletor e o próprio He-Man são os únicos que podem enfrentá-lo agora. O mago das trevas decide viajar para a Terra para aumentar o seu poder alimentando-se da energia do planeta, mas lá vivem outros super-heróis, a Liga da Justiça, que não lhe facilitará a vida, nem a Liga da Justiça Escura com John Constantine como uma das personagens proeminentes. He-Man e os seus aliados, incluindo o Homem-Arma, também viajam para a Terra nos passos de Skeletor.

Este é o ponto em que os escritores da recaída cómica no que sempre acontece quando os “bons” de universos diferentes se juntam e que é que a princípio lutam confusos entre si e mais se houver magia de Skeletor no meio. Apesar disso, tudo isto não é em vão, pois deixam para os fãs e novos descobridores, vinhetas antológicas como aquela em que He-Man é a espada na mão, já invocavam o poder de Grayskull, com o Super-Homem atrás dele com os olhos brilhando, bem como o breve mas intenso combate entre os dois heróis.

‘DC Universo vs. Mestres do Universo’é um trabalho respeitoso com as origens das personagens das duas sagas, deixando espaço para algumas surpresas inesperadas sobre o destino de alguns dos mais amados protagonistas dos Mestres do Universo. Uma aventura divertida e agradável, com toques de humor, que resgata muitos dos nossos heróis favoritos, renova-os e até surpreende com alguns dos seus destinos.

A título de curiosidade, a banda desenhada inclui a DC Comics Presents número 47, 1982, com guião de Paul Kupperberg e desenho de Curt Swan, que conta o primeiro encontro entre He-Man e Super-Homem que se juntou contra Skeletor. Além disso, a ECC publicou um total de três interessantes volumes dedicados à colecção de mini-comentários “He-Man and the Masters of the Universe”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *