César Millán, ‘El encantador de perros’, investigado por maus tratos a animais

Cesar Millán, o apresentador de “The Dog Charmer” está a ser investigado por um possível caso de abuso de animais após o incidente que ocorreu num dos episódios que a National Geographic Wild transmitiu. Isto foi anunciado pela NBC, o que esclarece que a investigação foi aberta pela Agência de Controlo de Animais do Condado de Los Angeles (Califórnia) a repetidas chamadas de telespectadores que se queixaram da cena testemunhada.

Num dos capítulos transmitidos em finais de Fevereiro, um dos cães que acabou por morder e arrancar parte da orelha de um porco pequeno. O bulldog terrier francês tinha atacado anteriormente dois porcos e a sessão de treino de Millán tentou educá-lo para viver em paz com outros animais.

Na cena controversa pode ver-se como o treinador, depois de frustrar uma agressão inicial, não consegue segurar o cão na sua segunda tentativa. Nas imagens que se seguem a este incidente, é possível ver o porco sem um pedaço de ouvido.

O programa negou que os factos não tenham ocorrido desta forma e alega falta de clareza na imagem que pode verificar o ataque. Quando os agentes foram ao centro canino onde Millán trabalhava, não conseguiram encontrar o treinador e deram-lhe uma margem de 24 horas para esclarecer o paradeiro e o estado em que se encontra o porco.

Não é a primeira vez que os métodos de educação utilizados por Millán são postos em causa. Em 2012 um apresentador de televisão britânico acusou-o de utilizar “métodos primitivos e brutais”

Não são a primeira vez que os métodos de educação de Millan são postos em causa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *