94% dos homens não querem mulheres gordas

94% dos homens deixariam o seu parceiro se ganhassem peso, enquanto a mesma percentagem de mulheres disse que não o fariam, revelou um inquérito que procurou descobrir se o excesso de peso e a obesidade afecta as relações.

O estudo “O excesso de peso interfere na sua relação?”, que foi recentemente realizado por especialistas do Método Pronokal em 15 países da Europa e América e que se baseou em mais de 150 perguntas, mostrou que o ganho de peso influencia significativamente as relações, embora as respostas não fossem as mesmas em homens e mulheres.

Assim, enquanto os homens vêem o excesso de peso como um problema, uma vez que mais de 70% acreditam que condiciona o tipo de parceiro que se procura e que as pessoas que sofrem com ele procuram um igual quando se trata de uma relação, 57% das mulheres não acreditam que isso seja decisivo.

40% dos homens nunca tiveram uma relação com uma pessoa com excesso de peso.

<

não os preferem gordinhos

br>74% dos inquiridos responderam que o excesso de peso afecta negativamente o parceiro -considerando que o principal obstáculo é a baixa auto-estima (52%), seguido de problemas sexuais (31%) e problemas de concepção (16%) – enquanto 93% disse que o excesso de peso ou obesidade torna difícil encontrar um parceiro e 91% disse que a perda de peso em conjunto pode ser positiva para a relação.

Ao contrastar as respostas dos que tinham ou têm excesso de peso e dos que não têm: 60% das pessoas com excesso de peso responderam que isso não condiciona a procura de um parceiro, enquanto 71% dos que não têm excesso de peso disseram o contrário.

Também, para aqueles que nunca tiveram excesso de peso, a principal razão pela qual as pessoas com excesso de peso procuram parceiros semelhantes é a falta de auto-estima (40%), enquanto que para as pessoas com obesidade a principal razão pela qual procuram alguém que se encontra na mesma situação é “maior afinidade” e “compatibilidade” (37%).

“Isso reforça novamente os preconceitos existentes sobre a obesidade na sociedade, pois parece que as pessoas que não sofrem dela são as que vêem mais problemas”, explicou o Grupo Pronokal.
<

As mulheres não são incomodadas pela barriga

As para os diferentes grupos etários, o inquérito revelou que enquanto nos grupos etários dos 18 aos 30 e 31 aos 55 anos mais de 60% acreditam que o excesso de peso afecta negativamente uma relação, 75% das pessoas com mais de 55 anos consideram que não interfere com uma relação.

“Estes dados são surpreendentes, porque mostram como o grupo mais jovem parece ser mais preconceituoso em relação às pessoas com excesso de peso, apesar da quantidade de informação dada sobre obesidade, um facto que poderia ser explicado por ser um grupo etário mais susceptível a mensagens sobre a importância da imagem e da estética”, disse Sajoux.
<

E concluiu, “Os resultados dizem-nos que precisamos de sensibilizar para que os casais se apoiem mutuamente se um deles quiser perder peso ou mesmo enfrentar o desafio juntos, uma vez que para além de ganharem em saúde podem melhorar os problemas sexuais ou de concepção e gerar uma ligação mais forte entre eles”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *